(47) 3433-1666
(47) 99772 5095

Anestesia causa queda de cabelo? Descubra a verdade

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Anestesia causa queda de cabelo? Descubra a verdade

A perda de fios de cabelo após um procedimento cirúrgico pode ocorrer, mas não afeta a maioria das pessoas. Quer entender por que isso acontece? Será que a anestesia causa a queda de cabelo? É o que vamos esclarecer neste texto.

Em primeiro lugar, é preciso entender como funciona o crescimento do cabelo. Quais são os fatores que podem interferir no processo. 

Depois, vamos analisar o impacto que uma cirurgia provoca no organismo para que apresente efeitos colaterais, como a queda de cabelo. 

Para finalizar, reunimos formas de evitar a perda dos fios, mantendo-os saudáveis, nutridos e fortes. 

Fases de crescimento do cabelo

Você pode não perceber, mas o cabelo não cresce de forma contínua. Na sua cabeça, existem fios em diversas fases de crescimento e outros em queda. 

Proporcionalmente, para se ter uma ideia, 90% dos fios estão crescendo ativamente, enquanto 10% estão em repouso ou queda.

O ciclo de crescimento do cabelo funciona em fases, da seguinte forma:

  • Anágena: etapa em que os fios de cabelo crescem ativamente. Em média, evoluem cerca de 1 centímetro por mês, durante um período que pode variar entre 2 e 8 anos. 
  • Catágena: momento em que o crescimento do cabelo é interrompido. É um período breve, de 2 a 4 semanas. O folículo piloso – estruturas em que os cabelos crescem – se degradam até que a produção do fio se interrompe. 
  • Telógena: fase de repouso, em que a atividade celular é mínima. Leva de 3 a 6 meses. Enquanto isso, novos fios começam a se formar embaixo da pele.
  • Exógena: compreende a queda dos fios que estão em repouso. Nessa etapa caem, em média, 50 a 100 fios por dia. Assim, abrem espaço para o surgimento de novos, recomeçando o ciclo na fase anágena.  

Esse é o processo considerado normal para o crescimento e a queda dos cabelos. 

Mas existem fatores que podem interromper a evolução e acelerar a perda de fios. Um deles é o eflúvio telógeno. Entenda o que isso significa e o que tem a ver com a anestesia. 

O que é eflúvio telógeno

Eflúvio telógeno é termo que identifica o avanço da fase anágena de crescimento do cabelo para a telógena, de repouso, ou o prolongamento da fase telógena por mais tempo. 

Traduzindo: isso faz com o que o cabelo caia antes do que deveria. 

Existem 2 principais causas para ocorrer o eflúvio telógeno:

  • Trauma ou choque: pode ser provocado como reação do organismo a uma agressão, um corte ou um acidente. O trauma faz o cabelo cair nos meses seguintes à ocorrência;
  • Desordens de saúde: doenças, situações de estresse crônico e o uso de determinados medicamentos podem estender a fase telógena por mais tempo.

Uma cirurgia envolve ambas as situações. 

Existe o trauma causado no corpo com incisões e suturas, bem como o uso de medicamentos. E a anestesia, será que causa a queda de cabelo?

Por que pode haver queda de cabelo após uma anestesia?

O estresse é um dos grandes responsáveis por estimular o eflúvio telógeno. 

Ao passar por uma cirurgia, é natural que exista ansiedade, preocupações e consequências físicas e mentais para o paciente. Mesmo nos procedimentos mais simples, com anestesias locais, até as grandes intervenções, o estresse psicológico pode ser uma das causas da queda de cabelo.

Mas também existe o estresse cirúrgico devido à resposta endócrina e metabólica ao trauma causado pelo procedimento. Isso é inerente a qualquer cirurgia.

A anestesia tem a função de suprimir ao máximo esse estresse, mas dificilmente consegue eliminar 100%. Sendo assim, o responsável pela queda de cabelo relacionada à cirurgia é o estresse psicológico e/ou cirúrgico. A anestesia não causa queda de cabelo!

O que fazer para evitar

Agora que você já sabe como a cirurgia pode interferir na queda de cabelo, veja como evitar. 

Faça uma avaliação prévia

Antes de passar por uma cirurgia, verifique como está a saúde do seu cabelo. Faça exames para checar os níveis de vitaminas, sais minerais e aminoácidos. Os cabelos precisam de nutrientes como qualquer outra parte do corpo. 

Procure controlar o estresse

Uma vez que o estresse é uma das principais causas da queda de cabelo, procure atividades que deem prazer e relaxamento. A prática de atividades físicas ou até mesmo meditação podem ser benéficas nesse sentido. Além disso a consulta de avaliação pré anestésica tem como uma de suas funções exatamente essa, a de reduzir a ansiedade do paciente previamente a cirurgia.

Cuide da alimentação antes e depois da cirurgia

Procure ter uma dieta equilibrada para garantir os nutrientes necessários ao cabelo e a todo seu corpo. Se ao passar por uma cirurgia você estiver com as reservas em dia, seu organismo não vai ser tão prejudicado com o estresse do procedimento. 

Esperamos que você tenha reduzido suas dúvidas sobre a relação entre anestesia e queda de cabelo. Se tiver alguma dúvida, ficamos a disposição para esclarecer.