(47) 3433-1666
(47) 99772 5095

Como funciona a anestesia para a prótese de mama

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
anestesia-protese-de-mama

O desejo de colocar silicone muitas vezes esbarra naquele medinho da anestesia. É um assunto muito comum nos consultórios de cirurgia plástica. Fique tranquila, estamos aqui pra esclarecer tudo! Vamos explicar como funciona para que você se sinta segura ao fazer a cirurgia dos seus sonhos. 

A verdade é que as técnicas anestésicas, os aparelhos e os monitores evoluíram consideravelmente nos últimos anos, o que torna a anestesia um procedimento bastante seguro. 

Não deixe de turbinar seu visual por falta de informação! Vem comigo que eu explico.

Que tipo de anestesia é usada para colocar silicone

Provavelmente você conhece alguém que tenha colocado silicone ou conversou com outra pessoa sobre isso. É legal trocar ideias e pegar impressões. Mas tenha consciência de que a experiência de cada uma é singular. 

Digo isso para você não julgar que tal tipo de anestesia é melhor ou pior, só com base no que ouviu de sua amiga, prima ou irmã. Não dá para comparar sem entender as diferenças de cada paciente. 

Existem vários tipos de anestesia que podem ser usadas para colocar a prótese de mama. Falamos bastante sobre isso aqui no blog. Em resumo, são essas:

  • Local, com sedação: na região das mamas;
  • Bloqueio peridural torácico, com sedação: feita nas costas, na coluna torácica;
  • Geral: administrada através de anestésicos venosos e inalatórios.

A escolha é feita pelo anestesista em conjunto com o cirurgião, com base na avaliação prévia da paciente e normalmente pela preferência do cirurgião. 

Vou ficar acordada durante a cirurgia?

Não, sem chances de ver o bisturi em ação. Você fica desacordada durante todo o procedimento, seja qual for a técnica anestésica escolhida. Quando acordar, já vai estar tudo resolvido. Eventualmente pode ocorrer o despertar no caso das sedações, porém você não irá sentir dor, o anestesista que estará ao seu lado irá lhe confortar e administrar a sedação para que você continue sedada

Isso acontece porque antes de ser aplicada a anestesia, propriamente dita, é feita uma sedação. O que é isso? É uma medicação usada para fazer adormecer, como um sonífero. Nada mal, não?

Só depois que a paciente está sedada a anestesia é feita. Agora, sim, o objetivo é impedir a sensação de dor. Então, enquanto durar a cirurgia, você fica adormecida e não sente nada de dor.

Quanto tempo dura o efeito da anestesia para prótese de mama?

Isso varia e depende da avaliação do anestesista e do cirurgião. Antes da cirurgia, existe uma expectativa de quanto tempo ela vai levar. Os médicos conversam e chegam a um acordo sobre qual a melhor opção.  A dose anestésica é determinada com base nessas questões.

Por isso, é tão importante a avaliação pré-anestésica. Com ela, são mapeados os riscos para cada paciente. Também são identificadas possíveis alergias ou condições que impeçam uma ou outra técnica.

Mas a grande maioria das mulheres que quer pôr silicone têm boa saúde. Isso permite um leque maior de opções do que outros procedimentos mais complexos, por exemplo. 

Você deve estar pensando: e como eu vou acordar? Quando acaba o procedimento as medicações que são administradas de forma continua, serão desligadas e em poucos minutos os efeitos dos anestésicos terá terminado, e aí você desperta. Tranquilo, né?

O que eu vou sentir depois que passar a anestesia?

A anestesia é um procedimento bastante seguro, como dissemos, mas alguns efeitos colaterais são quase inevitáveis. 

Os mais comuns são a sensação de náuseas e vômitos, mais frequentes após a anestesia geral. Em média, os vômitos são relatados por 30% dos pacientes e as náuseas por 50% deles. Em casos de alto risco, as chances aumentam, chegando a 80% das vezes. 

Geralmente afeta quem tem já teve experiência de náuseas e vômitos em cirurgias anteriores. Atinge quem tem cinetose, ou seja, costuma sentir enjoos ao andar de carro, ônibus ou avião. 

Outras possíveis reações são a sonolência ou, até mesmo, um pouco de dor. É natural, pois apesar de não ser uma cirurgia de grande porte, a colocação do implante de silicone mexe bastante com o organismo. 

O tipo de cirurgia e o tempo da anestesia também interferem. Mas não se preocupe! Apesar da sensação incômoda, existem medicações para controlar esse efeito e principalmente medicamentos para prevenir sua ocorrência. E pense positivo: é um transtorno temporário para um benefício permanente! Espero que aquela sensação de dúvida tenha passado. Mas se ficou com alguma pulga atrás da orelha, manda mensagem para cá. Para uma avaliação individualizada, agende seu horário.